Eliana Tomaz

2015 TRENDS | Revivalismos Da Infância.

Eliana TomazComment

Quem é que não teve ou tem uma saboneteira em forma de concha ou mesmo uma concha verdadeira a fazer de saboneteira?! Ou uma concha-quadro na parede, ou uma concha-cinzeiro, ou uma concha-prato, ou uma concha-pisa-papeis, ou uma concha-saleiro, ou melhor: uma concha-arruma-tudo?

No outro dia andei a coscuvilhar as tralhas em casa dos meus pais quando descobri uma caixa cheia de vieiras. Devias ver os meus olhos a brilhar… 

Na casa dos meus pais sempre houve muitas referências dos mares: a realçar o aquário gigante (mesmo gigante) que o meu pai nutre como se de um oceano se tratasse, corais lindos, objectos da pesca submarina (que só de olhar dão-me claustrofobia), arte da pesca e uma carapaça de tartaruga que eu desejo que um dia faça parte do meu espólio.
Entretanto as modas mudaram e quando decorei a minha primeira casa há 15 anos a única referência que levei comigo foi um búzio grande que neste momento decora um canto do meu quarto.

Deixei de ver conchas de vieiras (mas passei a comê-las com mais frequência). Lembro-me de as ter à venda nas minhas lojinhas quando era miúda (sim, uma das minhas actividades favoritas era brincar às mercearias e sim, vendia mesmo conchas de vieiras aos adultos que achavam muita piada ao “projecto”).
Entretanto cresci, deixei de dar importância ao Ser Criança e também me esqueci das conchas da minha infância. 

Portanto, se me perguntares quais são as tendências a seguir neste ano prestes a começar a resposta é simples: revivalismos de preferência da nossa infância. Vai ao baú das memórias, lembra-te do que te fazia feliz e leva para casa.

Que 2015 seja aquilo tudo que queiras.