Eliana Tomaz

Filetes de Dourada com Espargos e Natas.

Eliana TomazComment

Dourada é um dos meus peixes favoritos - simplesmente escalada e grelhada é a forma que melhor celebra o Verão.
Como não tenho churrasqueira em Lisboa (a não ser que peça emprestadas as brasas das sardinhas aos senhores da oficina no r/ch aqui do meu prédio) tive de procurar outra forma de a cozinhar.
A primeira ideia foi tentar reproduzir uns filetes de dourada cozidos a vapor com molho de tomilho que comi algures numa capital do mundo, mas estava a apetecer-me algo mais intenso de sabor.
Comecei a procurar receitas no youtube e fui tirando notas do Jamie Oliver, do Gordon Ramsay e do Henrique Sá Pessoa.

O resultado foi este: simples, como sempre; rápido, porque começo a ficar com água na boca; e com pouca louça suja, porque usei a mesma frigideira para tudo.

Estes filetes são daquela Dourada da masterclass que fiz na Peixaria Centenária.
Verdade: não estão tão bonitos como os do Jamie, do Gordon ou do Henrique, mas estão bonitos o suficiente para dar uma bela refeição. 

Se fosse um chef a compor o prato, provavelmente encavalitava os ingredientes uns nos outros, mas este meu lado de designer gosta de ver tudo arrumadinho, mesmo no prato. 

Se fosse um chef a compor o prato, provavelmente encavalitava os ingredientes uns nos outros, mas este meu lado de designer gosta de ver tudo arrumadinho, mesmo no prato. 

Confesso que depois da fotografia, juntei mais molho de natas. Estava tão cremoso e saboroso que era mandatório passar por ele cada garfada de peixe. 

Confesso que depois da fotografia, juntei mais molho de natas. Estava tão cremoso e saboroso que era mandatório passar por ele cada garfada de peixe. 

E porque os figos ficam sempre bem, escolhi-os para rematar os belos filetes com espargos e molho de natas. 

E porque os figos ficam sempre bem, escolhi-os para rematar os belos filetes com espargos e molho de natas. 

INGREDIENTES:
Dois filetes de Dourada da Costa (serve duas pessoas)
Sal e pimenta
Azeite
Troncos de tomilho
Sumo de 1 limão
Espargos
Meio pacote de natas magras

PREPARAÇÃO:
Temperar os filetes com sal e pimenta. Aquecer bem o azeite, juntar os filetes com a pele para baixo e uns troncos de tomilho. Quando começarem a ficar dourados de lado, vira-los, deixar fritar mais 3 minutos e espremer 1/2 limão. Entretanto se o tomilho começar a queimar, retirar os troncos. Quando prontos, tirar o peixe para um prato, baixar o lume e juntar os espargos - gosto deles al dente de maneira que os deixo saltear ligeiramente. Quando os legumes já estiverem no ponto, mas antes de os tirar para o lado, espremer a outra metade do limão. Agora a frigideira só tem o molho do peixe e dos espargos: altura para juntar o meio pacote de natas. Mexer bem, sempre com o lume baixo.
Está pronto a servir. 

NOTA: 
Este molho de natas fica riquíssimo com o sabor bem acentuado da pimenta, do tomilho e limão. 

OPÇÃO:
Podia escolher-se outros acompanhamentos, mas para este peixe frito acho que fica bem legumes com mais textura. como os espargos ou bróculos. Acompanhar com uma salada de folhas cruas também penso ser uma boa opção.

VINHO:
Um branco frutado Alentejano, bem fresco.

#BomApetite