Eliana Tomaz

FOODIE | um risotto que chama pela primavera.

Eliana TomazComment

Todos temos fixações / obsessões saudáveis, não temos? Eu tenho e no que toca à comida, por exemplo, quando encontro um ingrediente que sacia o meu apetite é até fartar (neste momento é com couve coração). Depois também há aquelas fixações em ingredientes que vemos tão poucas vezes que quando os encontramos tudo passa a girar à volta deles – este fim-de-semana aconteceu com Spring Onions também conhecidas por Scallions (não encontro o nome do vegetal em Português).

Provei este veggie pela primeira vez em Londres. Na altura da primavera as prateleiras dos supermercados enchem-se de molhos de “cebolinhas de primavera”. Cheias de sabor são perfeitas para saladas, omeletes, vegetais salteados, marisco, massas… e este fim-de-semana quis experimentar com risotto – adorei. 

Eu bem que vou deixando bolbinhos na cabeça de amigos que se dedicam à agricultura - quem sabe se um dia destes um deles não planta a ideia e comercializa isto a sério!? 

Esta variável de Allium tem um sabor fresco, ligeiramente picante quando comido cru e de uma acidez muito especifica (talvez acidez não seja a melhor palavra, mas não consigo encontrar outra que defina este paladar). Usado com muita frequência nos stir fried vegetables asiáticos é um vegetal que me trás boas memórias – ainda me lembro a primeira vez que o comi: foi em casa da minha amiga De Anna ao pequeno-almoço numa omelete com tomate cherry e estas ditas cebolas tudo cortado aos bocadinhos. Experimenta!

Quanto ao risotto, a receita é muito simples.

Primeiro fiz um caldo de vegetais frescos:
5 talos de aipo, 1 cabeça de brócolos, as partes verdes escuras das “cebolas de primavera”, 1 cebola roxa e outra amarela – tudo cortado aos bocadinhos dentro da panela com água. Aos vegetais junta-se azeite virgem extra, uns grãos de pimenta preta e sal, tudo q.b.. Deixar ferver durante 1 hora e escoar para um recipiente próprio para guardar o caldo que vai sobrar.

Quanto ao risotto, segue a receita da cabeça de salmão com as seguintes alterações:
Depois do refogado estar no ponto envolver bem as scallions cortadas aos bocadinhos e de seguida juntar o arroz. Quando tudo estiver bem envolvido adicionar o vinho e deixar apurar. De seguida começar com o caldo, concha a concha (processo normal). Quando o arroz está no ponto juntar o parmesão ralado ao arroz, envolver tudo muito bem e servir.

Já no prato adicionei bocadinhos do veggie principal crus e um talo inteiro. A surpresa de sabores e texturas vai ser muito agradável. Experimenta e partilha!  

O único sítio em lisboa onde encontro scallions é no El Corte Inglês. Se souberes de mais algum sítio, por favor partilha.