Eliana Tomaz

A Casa Do João | Essencialmente Uma Casa Com Muito Estilo No Masculino.

A Casa DeEliana TomazComment

Assim que comecei o projecto A Casa De, a pergunta recorrente era: e uma casa cheia de estilo dum solteiro, será que vou encontrar? Sim, encontrei uma casa super bem decorada, super estilosa, com muitas referências interessantes de alguém que me parece amar a vida e sempre cheio de entusiasmo.

Antes de vos abrir a porta do João, deixa-me dizer como é que o conheci. Em conversa com a Catarina, disse-lhe que um dos meus objectivos com este projecto era mostrar todo o tipo de casas realmente vividas, incluindo casas de homens uma vez que há muito aquele estigma que as casas deles têm pouca ponta por onde se pegue. Pois bem, a verdade é que não é verdade! Há casas masculinas cheias de personalidade e esta é definitivamente uma delas.

João Pinto Coelho, consultor de recursos humanos na Neves de Almeida | HR Consulting, onde explora as suas capacidades intelectuais e profissionais na organização de eventos corporativos, como por exemplo team building, eventos de responsabilidade social e encontros de quadros. Um solteiro com muito savoir fair sobre tudo o que o rodeia – entrem, fiquem à vontade porque o entusiasmo assim o exige.     

Nunca me apaixonei tão intensamente por um hall de entrada como por este, confesso! Já disse noutras ocasiões, mas realmente tenho de repetir num exemplo como este – o hall é o cartão de visita duma casa, nunca descartes esta verdade.
Quando entrei e vejo-me dentro dum hall amplo, com a intensidade de luz certa, um roupeiro gigante com portas espelhadas (que sem querer me apresentaram imediatamente à casa toda), sabia que esta casa era mesmo especial. 

A sala de estar e jantar transmite a serenidade. Nuns tons sóbrios que apelam à floresta intensa num fim de dia com o sol a guardar-se atrás do horizonte, há poucos objectos mas os que lá estão têm muita força e história para contar. O Dragão Azul, por exemplo, pertencia à sua avó e que o transporta à sua infância feliz - quem é que não gosta de contar as aventuras felizes da sua infância? Outro objecto é o quadro de insectos que trouxe recentemente da Tailândia – uma tentação: apela ao toque, como se as cores fossem melhor entendidas se tocássemos suavemente nos insectos com a ponta dos nossos dedos.
Inspirem bem fundo e expirem em cada fotografia como se o cheiro desta floresta chegasse a qualquer momento. 

O quarto, aquele espaço tão nosso, tão de cada um de nós – e tão do João.
Uma deco simples mas nada simplista. O essencial é rei neste espaço e é do essencial que precisamos num quarto – sem ruido! 

Perguntei-lhe se gostava de cozinhar – claro que gosta! Numa cozinha recentemente remodelada, há espaço para tudo e fluidez junto ao fogão. Adorei a cozinha e adorei os pormenores que a define. 

A seguir ao hall, acho que o espaço que vou guardar sempre de sorriso rasgado é o water closet. Entrava no espaço e confesso que via um bocadinho de Tom Ford em cada objecto – simples, mais uma vez a essência ali à mão, extremamente chic, um espaço silencioso como eu imagino o estilista internacional ser no seu dia-a-dia.

A casa do João é uma inspiração para descobrirmos qual é a essência que procuramos num espaço. É uma casa que deve ser tida em conta se quisermos editar o nosso espaço sem perder o nosso traço. uma desmistificação à casa do homem contemporâneo que, mesmo escolhendo esta morada por estar perto do seu trabalho, não deixou de ser uma extensão da sua essência (e existência). Vejam e revejam, tirem notas, editem o que está a mais porque a simplicidade também é uma forma de beleza.