Eliana Tomaz

Viver (Des)Organizada.

Eliana Tomaz2 Comments
Por norma sou uma pessoa (altamente) organizada - tudo alinhado, por categoria - nome, cor ou assunto - e de preferência sem pó (sim, porque sem pêlos é pedir o impossível com dois gatos em constante mOVimEnTo cá em casa). 

O ser organizada não é nada mais nada menos que o resultado de não gostar de perder tempo à procura de algo que num momento exacto preciso. A organização é a maximização de tempo, que para mim nunca é suficiente. Quem me dera ter 24 horas por dia mais a noite. Era bom, não era?

Claro, também tenho os meus momentos - pilhas de revistas e livros (às vezes até no chão); cadernos e canetas espalhadas p'la casa; telefone escondido algures que só é encontrado quando alguém me telefona ou eu própria. Compras para arrumar, roupa para engavetar e loiça para lavar- verdade!

Mas a casa é isto mesmo: vivê-la sem austeridade nem intolerância. É fazer o que nos apetece, mais tarde logo se organiza e limpa. Não devemos entrar no desleixe, mas temos de nos permitir viver a casa, viver a companhia, viver aquilo que duma forma ou de outra fomos adquirindo ao longo dos tempos. Aproveitar, usufruir, usar. Caso contrário os objectos e o espaço não passam disso mesmo: objectos e espaço. 

#BomDomingo 

Mais logo arrumo, talvez amanhã. Mas arrumo.